Bariloche – Chegada e Hotel

Bariloche, ou Brasiloche, como alguns gostam de chamar, encanta tanto brasileiros como argentinos. Não se impressione se em cada ponto turístico ou em cada restaurante encontrar brasileiros.
Nossa viagem começou no dia 08 de setembro de 2011, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, e tínhamos um grande caminho pela frente. Primeiro destino era a conexão em Buenos Aires.
Com o aeroporto de Bariloche fechado devido às cinzas do vulcão chileno Puyehue, iríamos para uma conexão em Buenos Aires e depois para Esquel, para daí sim pegar um ônibus rumo a Bariloche.
De Esquel até Bariloche é uma cansativa viagem de mais de 4 horas.
Chegamos ao hotel Design Suites Bariloche (www.designsuites.com/bariloche), e, como estávamos muito cansados, resolvemos pedir algo para comer no quarto mesmo e deixar o jantar no centro de Bariloche para os próximos dias.
O quarto era muito bom, com uma ótimo decoração e uma linda vista para o lago. No primeiro dia em Bariloche, acordarmos e nos deparamos com a belíssima paisagem que tínhamos da janela do quarto.
O hotel Design Suites Bariloche é composto de várias prédios e a recepção e restaurante ficam em um prédio separado dos quartos. O café da manhã conta com bolos, frutas, sucos, frios, doces e uma vista incomparável para o lago Nahuel Huapi
O ponto negativo que algumas pessoas encontram no hotel é a sua distância com o centro de Bariloche, são aproximadamente 3 Km. Distância tranquila para um passeio matinal. Nas noites, um táxi ou remis também não fica caro.
Os pontos positivos ficam por conta do bom atendimento, acomodações, decoração, vista para o lago e café da manhã.