MenuPrincipal

Ushuaia | Cerro Castor

A estação Cerro Castor, a mais famosa e procurada da cidade, fica a 26 km do centro de Ushuaia em estrada asfaltada, mais ou menos 30 minutos de carro. Fechamos o transfer de ida e volta com a agência Info de Ushuaia, por AR$ 200. No horário marcado eles nos pegaram no hotel e por volta das 17h retornamos. 

Estando apenas a 195m sobre o nível do mar e alcançando no seu cume os 1.057m, o Cerro Castor é a estação de esqui mais austral e a mais nova da América do Sul. A temporada vai de meados de junho até o começo de outubro.

Entrada

O skipass é adquirido diretamente na estação e varia de acordo com a temporada (baixa, média ou alta). Estávamos na temporada média e pagamos o valor de AR$ 340 por adulto para um dia. O skipass dá direito a utilizar os teleféricos sem limite durante o período. O cartão é magnético e é aconselhável deixar no bolso do lado direito, para que ao chegar próximo da entrada do teleférico acione a passagem automaticamente.

Skipass
Pode-se alugar os equipamentos lá na base do cerro mesmo, aliás é o que recomendamos, pois caso necessite trocar não perderá o passeio. As lojas possuem equipamentos novos e de boa qualidade. Alugamos os equipamentos de esqui, bota e prancha, por AR$ 137,50 para cada um.

Equipamentos para alugar
O cerro possui 30 km divididos em suas 31 pistas, com diferentes níveis de dificuldade. Muitas delas são homologadas pela Federação Internacional de Esqui. 

Cerro Castor
Possui vários teleféricos, como meios de elevação, e escola de esqui e snowboard que conta com o apoio de três magic carpets, aquelas esteiras que facilitam a subida quando estamos aprendendo.

Teleférico
Crianças na escola de esqui
No cerro tem vários restaurantes diferentes, mas só tivemos a oportunidade de conhecer apenas o "Restaurante 480", o mais badalado do cerro que tem capacidade para 400 pessoas. O restaurante tem muitas mesas, ambiente amplo e com várias opções para refeição, comidas bem apresentáveis, tipo self-service, porém vocês escolhe e alguém do local que coloca a "porção" no prato. Paramos para uma água e, claro, uma Quilmes. Eu não tive como deixar passar um prato de espaguete, por AR$ 55, enquanto o Rafa escolheu só uma empanada de carne, AR$ 12.

Dentro do restaurante
Espaguete com molho ao sugo
Empanada de carne
Quilmes
Depois de comermos, brincar na neve, esquiar e cair, paramos um pouco apenas para apreciar e curtir o cerro. E então vimos uma raposa, o que é normal na região, mas deve-se tomar cuidado para ela não avançar.

Ski
Raposa
Já na van, para ir embora, como cortesia da agencia de turismo, ganhamos suco e alfajor.

Suco e afajor
Mais informações em www.cerrocastor.com/

3 comentários:

  1. Oi,

    Vcs estiveram no Cerro Castor em Setembro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Oi Bruna.
      Sim, estivemos em setembro de 2013, e tinha bastante neve!!! ;)

      Excluir