Madrid – Passeio pela cidade

Em nosso primeiro dia em Madrid, após o café da manhã, fizemos o passeio panorâmico incluso no pacote. Passamos pelos principais pontos turísticos com explicação e curiosidades do local que a guia contava. Em alguns pontos estratégicos fazíamos uma parada e um tempo para fotos.
Nossa primeira parada foi no Estádio Santiago Bernabéu.

Estádio Santiago Bernabéu
Localizado no lugar do antigo estádio do Real Madrid, o Estádio Charmatín, em 2003, o foi denominado pela UEFA como Estádio 5 Estrelas.
Quando inaugurado, em 14 de dezembro de 1947, possuía uma capacidade para 75.145 espectadores. Em 1955, depois de uma grande remodelação, resolveram-se adotar o nome atual, em homenagem ao ex-presidente do clube e principal artífice da construção do estádio, o dirigente Santiago Bernabéu. O estádio passou a ter a capacidade para 125 mil espectadores.
Foi uma das sedes da Copa do Mundo FIFA de 1982,
Nossa primeira parada por aqui foi apenas para algumas fotos do lado de fora. E mesmo assim já achamos surpreendente!!

Plaza de Toros de las Ventas
Las Ventas é uma Praça de Touros na cidade de Madrid, considerada a mais importante do mundo. É a maior da Espanha e da Europa com capacidade para mais de 23.000 espectadores e a terceira mundial. Em tamanho (60m de diâmetro) é a segunda maior do mundo, só ultrapassado pela Praça de Touros México.
Apesar de ter sido construída entre 1922 e 1929, a primeira tourada só aconteceu em 1931. A temporada de touradas é de março a outubro.  O corte das duas orelhas e rabo do touro constituem os máximos troféus concedidos aos toureiros. O primeiro rabo cortado em Las Ventas foi concedido a Juan Belmonte na corrida inaugural da Praça. Manuel Rodriguez “Manolete”, considerado o maior toureiro da história da tauromaquia, executou a sua maior tarefa em Madrid, premiada com duas orelhas e rabo, a um touro de nome “Ratão”.
Na praça é possível ver as estátuas ‘El Yiyo’ (José Cubero Sánchez, o último assassino morto por chifrada), a de Fleming (inventor da penicilina, antes de sua existência tinham que lutar contra infecções produzidas pelos os chifres), a de Luis Miguel Dominguín (toureiro de Madrid que subiu 5 vezes pela Puerta Grande), entre outras.
Da primeira vez, só algumas curiosidades do local e fotos do lado de fora.
Em 2016, fizemos o tour com áudio guia em português, 14. Um lugar cheio de histórias que vale muito a pena visitar. Durante o tour, pode-se visitar o museu, áreas diversas da praça, arquibancada e arena.

Plaza de España
É uma das mais importantes de Madrid, de onde sai a Gran Via, principal artéria da cidade. Contém esculturas que homenageia o escritor Miguel de Cervantes, através do personagem Dom Quixote.

Palácio de Cibeles
Sede da Câmara Municipal, este centro cultural no Paseo del Arte, foi inaugurado em 1919 e declarado Bem de Interesse Cultural com categoria de Monumento em 1993, foi concebido no início do século XX como sede dos Correios de Espanha. O edifício, de carácter funcional, destaca-se por ser um dos primeiros exemplos da arquitetura modernista espanhola.

Fonte de Cibeles
Construída em 1782 e desde 1895 no seu local atual, acabou por dar nome a uma das praças mais emblemáticas de Madrid, convertendo-se num símbolo da capital. A fonte representa a deusa romana com o mesmo nome, símbolo da terra, da agricultura e da fecundidade, sobre um carro a ser puxado por leões.

Puerta de Alcalá
A Porta de Alcalá é um monumento situado na Praça da Independência, na Rua de Alcalá. É constituído por duas portas retangulares que ladeiam três arcos.

Palácio Real
O Palácio Real de Madrid, também denominado de Palácio de Oriente e, durante a Segunda República Espanhola, de Palácio Nacional, é a residência oficial do Rei de Espanha. Com uma área de 135.000m² e 4.318 quartos, é o maior palácio real na Europa.
Da primeira vez que passamos por aqui, apenas algumas fotos na frente. Da segunda, vimos parte da troca de guarda, porém, acompanhamos apenas durante o que acontece do lado de dentro do palácio. É possível ver através dos portões laterais, em frente à Plaza Oriente.
O evento da troca de guarda é oficialmente conhecido como Relevo Solene e acontece na primeira quarta-feira do mês, exceto em janeiro, agosto e setembro.

Mercado de San Miguel
São mais de 30 bancas de frutas e verduras cinematográficas, massas, peixes, embutidos, enfim, tudo que se espera de um mercado de qualidade. Ele tem livraria de culinária e mesas comunitárias de degustação, bares de vinhos e docerias.
Esse é um dos lugares que mais gostamos para comer, o ambiente é bom, descontraído, várias opções para petiscos rápidos e relativamente não caro.

Plaza Mayor
É uma praça retangular, rodeada de todos os lados de edifícios de três pisos, sendo a sua entrada apenas possível através dos nove pórticos. Existem 237 varandas ao longo de toda a praça. Debaixo dos pórticos, nas suas arcadas, estão estabelecidas lojas tradicionais, um dos pontos turísticos da cidade.
Na primeira vez que aqui estivemos, estava toda decorada com enfeites natalinos e luzes. Sempre muito movimentada, com pessoas locais, turistas e vendedores ambulantes.

Puerta del Sol
É um dos locais mais famosos e concorridos da cidade espanhola de Madrid. É neste local que se encontra desde 1950, o quilometro zero das estradas espanholas. O edifício mais antigo da Puerta del Sol é a Real Casa de Correos e nele destaca-se o relógio da torre. Na Porta do Sol situa-se também um dos locais mais fotografados de Madrid, a estátua de um urso apoiando-se numa árvore conhecida como Madroño. Não é uma estátua qualquer, pois representa o símbolo da cidade.

Plaza Santa Ana
Os seus edifícios mais importantes são o do Hotel Reina Victoria e o Teatro Espanhol. São vários os restaurantes e bares que podemos encontrar na praça como a Lateral, a mítica Cerveceria Alemana, o Méson Cinco Jotas e a Naturbier que fabrica a sua própria cerveja. Escolhemos esta praça para um de nossos jantares, devido ao frio que estava na noite, não andamos muito pela praça.

Catedral de Almudena
A Catedral de Santa Maria a Real de Almudena é a sede da diocese de Madrid. Tem 102 metros de comprimento e 73 de altura; a sua arquitetura é uma mistura de vários estilos: neoclássico no exterior, neogótico no interior e neorromânico na cripta.

Jardines Del Campo Del Moro Plaza de Oriente
Jardim declarado Monumento Histórico Artístico em 1931. Os jardins salvou um declive íngreme que liga o Palácio Real com as margens do rio Manzanares. Do lado oposto ao Jardim está a Plaza de Oriente que oferece ótima vista ao Palácio de Madri.
Passamos por aqui, mas o mesmo estava fechado, então só conseguimos tirar foto através dos portões.

Parque Del Oeste
Uma das principais áreas verdes da cidade. Foi inaugurado em 1905 e ampliado posteriormente, com total de quase 100 hectares.

Templo de Debod
Constitui um dos poucos testemunhos arquitetônicos núbio-egípcios completos que podem ser contemplados fora do Egito e o único destas características existente na Espanha. Doado ao governo espanhol ele chegou na Espanha em 1970. Depois de um complexo trabalho de remontagem e restauração ele foi reinaugurado em 1972 em seu local atual com a mesma orientação geográfica que tinha no Egito.

Próximo à ele está a rosadela e o teleférico.
Fomos até o teleférico, porém o mesmo estava fechado.

Museu Nacional Del Prado
É o mais importante museu de Espanha e um dos mais importantes do mundo. Apresentando belas e preciosas obras de arte. Apenas passamos por aqui para uma foto da fachada.

Parque Del Retiro
É a mais importante e emblemática área verde da cidade. Construído pelo Rei Filipe IV em 1630 para ser um dos muitos jardins da Família Real. Dentro do parque há vários espaços diferentes, cada um tem seu charme. como o Palácio de Cristal (criado como uma estufa para exibir flores das Filipinas) e o Palácio de Velázques (concebido para uma mostra sobre a mineração e a indústria da transformação), foram mantidos e hoje abrigam exposições de arte organizadas pelo Museu Reina Sofia.
O lago é o protagonista do Parque do Retiro. Já foi palco de simulações e reencenações de batalhas navais, foi utilizado para pesca e até para competição de natação, mas hoje em dia ele é um dos lugares de lazer preferidos da cidade e abriga cerca de 8000 peixes, além de tartarugas e caranguejos. À margem do lago fica o Monumento a Afonso XII, uma imensa colunata com uma estátua do rei ao centro.

Estação Atocha Renfe
Importante estação ferroviária de Madri, de onde saem trens para diversos destinos da Espanha e de outros países.