Porto – Restaurantes

Restaurante Avó Maria
Ah, nossa primeira refeição em Porto…
Opções não faltam para ter uma refeição com uma vista privilegiada para a Ponte Luiz I, mas depois de ler várias indicações e bons comentários, não poderíamos deixar de comer no Restaurante da Avó Maria.
Uma dúvida era onde sentar: nas mesas fora do restaurante com vista para a Ponte e o Rio Douro, ou dentro, com ambiente totalmente diferenciado, rústico e requintado ao mesmo tempo. Por fim, acabamos escolhendo fora e, como chegamos pouco mais de 12h, estava praticamente vazio.
Comum por lá, logo fomos servidos com o couvert (pão, manteiga, azeitonas e paté), € 3, e queijo de azeitão, € 7,5. Além do aperitivo vinho do Porto, pedimos um outro para acompanhar o almoço.
Sem olhar muito o cardápio, pedimos pela francesinha, prato típico e originário da cidade de Porto, que parece mais com um lanche composto por linguiça, salsicha fresca, fiambre, carnes frias e bife de carne de vaca ou lombo de porco assado e fatiado, coberto com queijo e ovo frito e batatas fritas, e bacalhau assado na brasa, € 16,9, com salada, ovos e batatas.
Para sobremesa também pedimos doces tradicionais da região: pudim de abade de priscos, € 4,75, que é feito com toucinho, canela, vinho, limão e caramelo, e natas do céu, € 4,25. Fica na Rua Cais da Ribeira, 30.

Restaurante do Molhe
Em 2016, nossa primeira refeição estava programa para ser no Restaurante do Molhe, que fica na Esplanada de 28 de Maio, e, por causa de uns imprevistos, acabamos almoçando bem tarde.
Peferimos ir de táxi para ser mais rápido. Chegamos ao restaurante e estava quase que vazio, o que imaginávamos. Assm, perguntamos se ainda estavam atendendo para o almoço, ao dizerem que sim, sentamos numa mesa com vista para o mar e logo fomos (muito bem) atendidos.
Trouxeram a cesta de pães e patês variados de couvert. Estávamos em quatro pessoas, escolhemos salmão grelhado, € 11,5, timbal de atum, € 7, e bacalhau à Molhe, € 32,5. Este último informa servir 2 pessoas, mas daria para umas 3 bem servidas.
Todos os pratos estavam bonitos, bem apresentados e quantidades caprichadas, mesmo o timbal não sendo o que esperávamos, pois parece mais um lanche rápido, feito com massa folhada.

O Melhor Bolo de Chocolate do Mundo
A sobremesa, também já programada, deixamos para comer o que dizem ser O Melhor Bolo de Chocolate do Mundo. Fica bem perto, então caminhamos até lá apreciando a vista do mar. Quase passamos direto, pois é uma pequena esquina na Rua do Padrão. Ao entrar, já nos deparamos com alguns recortes de jornais na parede sobre o local e as diversas lojas no mundo (inclusive em São Paulo) e o balcão com os bolos cortados em fatias. Ali, pedimos um pedaço do tradicional e um do meio amargo, € 3,4. Não sei se é o melhor bolo, aliás, não parece um bolo, a massa lembra um suspiro.

Chez Lapin
Mesmo que não estávamos com muita fome, não resistimos ao passar na frente desse restaurante, que fica na Rua dos Canastreiros.
Luzes baixas, aquecedores, toalhas listradas e cheiro bom nos chamaram atenção. Logo que sentamos, já trouxeram o cardápio e o couvert (pães, azeitonas e patê). Escolhemos sopa de cebola, € 3,7 e de peixe, € 3,7, bacalhau assado no forno, € 17,99, e lombo assado “à Transmontana”, € 14. Bem deliciosos e porções grandes. Destaque para o bacalhau. A sobremesa ficou por conta de uma torta de amêndoas.

Adega S. Nicolau
Aquela refeição para nunca mais esquecer!!
Lugar pequeno, porém cheio e mesmo assim bom atendimento.
De entrada pedimos bolinho de bacalhau, € 1, além dos pães e azeite de cortesia. Os pratos principais ficaram por conta de sardinhas assadas, € 9,5, que vem com batatas e cebolas, e bochecha de vitela estufada, € 12,5, vem numa panelinha de ferro ensopada. As sardinhas estavam bem gostosas e a bochecha foi algo diferente para experimentar, não é ruim.
As sobremesas escolhidas foram profiteroles, € 4, folhado de chila e seminaristas, € 4, torta e laranja, € 4, e toucinho do céu, € 4. Todos deliciosos, com destaque especial para a torta de laranja.

Nata Lisboa
Depois de andarmos por Porto, resolvemos parar para um café da tarde e aproveitar uma indicação.
Podemos resumir o lugar com mesinhas na calçada, ambiente agradável, bom atendimento e delicioso café. Pedimos chávena (xícara) de chocolate quente, € 2,5, capuccino, € 2,5, e os famosos pastéis de nata, € 1,1.

Postigo do Carvão
Um jantar num lugar não programado, mas surpreendente e inesquecível. É um lugar super aconchegante e atendimento muito bom, bem próximo ao hotel, fica na Rua da Fonte Taurina.
Como em outros, nos trouxeram couvert com azeitonas, mas ao invés de pães, eram croquetes e pataniscas, € 3,8, eram uns bolinhos fritos. Veio também algo que parecia um bolo salgado, mas, apesar de bonito, não comemos.
Pedimos espetada de polvo com gambas (polvo, camarão e batata), € 13, um espeto pra lá de bonito, e bacalhau a braga (bacalhau, cebola e batata frita), € 9,5.
O momento de pedirmos a sobremesa foi bem engraçado. Perguntamos ao garçom qual a sobremesa que mais saí, quando ele informou que era Picasso (com biscoito, creme, café e chocolate), € 3,8, pedimos essa, que era uma de nossas opções, e o toucinho do céu (com frutos secos), € 3,8. O garçom anotou o pedido, porém logo retornou dizendo que não tinha o primeiro. Pedimos a ele uma outra opção, então ele disse que sugereria o Picasso, então começamos a rir, daí por fim ele disse que o bolo regional, € 3,8, também é gostoso. Foi o que escolhemos.